top of page
  • Foto do escritorGabriela Delcin

Desbloqueando a Criatividade: 5 dicas para desenvolver seu potencial criativo.

Conversando com algumas pessoas sobre o tema da criatividade, percebi que nunca tive um bloqueio criativo. Na verdade, eu tinha que, de certa forma, conter minha criatividade, pois para mim, o que eu chamava de bloqueio criativo era quando eu precisava sentar e pensar por mais de 5 minutos em algo. No entanto, isso nunca passou de meia hora, pois as ideias sempre surgiam do nada para mim. Apesar de mostrar aqui a fotografia, eu também escrevo poemas, músicas, histórias, pinto e desenho minhas roupas. Se pudesse, também desenharia minhas bolsas, sapatos e tudo mais. Se eu ficar 5 anos sem nenhuma ideia nova, ainda faltará tempo para executar todas as que tenho e guardo em uma caixinha na minha mente, onde somente eu tenho acesso.



Porém, na pandemia, esse "nada" ficou descontrolado. Inspirada no livro de Leila Ribeiro sobre aprender a aprender, mergulhei no meu "nada" em busca de como essas inspirações surgiam. Comecei a entender o meu processo criativo. Quando compreendi de onde vinha esse "nada", parei de bloquear minha criatividade e comecei a estimulá-la ao máximo.



Agora, as inspirações para minha arte não vinham de mim, mas de outras pessoas. Assim, os ensaios fotográficos artísticos não eram guiados apenas por mim, mas também pela pessoa que estava sendo fotografada. Pedia para que ela compartilhasse sobre sua vida e as coisas que gostava, e esses significados moldavam a forma.


Dentre os conceitos, surgiram alguns desafiadores, como a Aurora Boreal, o Samba, homenagens a pessoas que partiram, processos para lidar com situações pessoais, músicas e muito mais. Finalmente, senti que minha criatividade estava sendo desafiada, mas ao mesmo tempo, eu havia aprendido a lidar com ela e direcioná-la. Essa por exemplo, foi inspirada na aurora boreal e foi para galeria de um dos maiores concursos de fotografia que existe no mundo. Quem quiser saber mais do processo é só clicar na imagem.


E esse foi um outro desafio, uma arte inspirada no Samba, e vocês já pensaram como trazer o significado do samba para uma foto? Clica nesse link e veja como foi o conceito, vale a pena demais ver: https://www.instagram.com/p/CXlyp4jrkye/



Nesse processo de aprender sobre criatividade e ler sobre design, especialmente os autores Klaus Krippendorff, que coloca como questão central os significados, e Marcos Becarri, comecei a compreender o motivo pelo qual sou tão criativa. Resolvi compartilhar algumas dicas que podem parecer pequenas, mas podem ajudar muito na criatividade.


Lembrando que criatividade não é algo exclusivo de artistas e designers; os melhores profissionais são criativos e aplicam sua criatividade de diferentes maneiras.


Aqui estão 5 dicas. Se gostarem e quiserem mais informações sobre esses processos e outros que me fazem ser tão criativa, comentem aqui!


Faça caminhadas fotográficas: Em um dia de lazer, ou até mesmo indo para o trabalho ou fazendo exercícios, comece a fotografar o que chama sua atenção. Esse exercício pode ser feito com o celular, e você pode usar programas como o Lightroom para tratar as fotos. Além de começar a prestar atenção ao seu entorno, é uma ótima forma de compreender o que lhe chama a atenção, sendo um exercício de autoconhecimento e, em alguns casos, até terapêutico. Abaixo alguns exemplos de fotos que fiz com celular fazendo esse exercício.










Faça um desenho/pintura sem referência: Embora referências sejam fundamentais a função delas não é delimitar, mas inspirar. Por tal razão, quando se tenta fazer algo como outra pessoa faz, a arte pode não fazer sentido para você e ser desestimulante pois, você pode não ter as habilidades da sua referência.

Ademais, ajuda a quebrar a crença da arte é um retrato fiel da realidade. Fomos induzidos a pensar que arte é um espelho, que devemos reproduzir cópias fiéis do que vemos. Na verdade, deveríamos criar com base no que sentimos. Pegue um papel, pense em algo que você sente e, sem questionar, deixe seus sentimentos guiarem, sem tentar controlar o resultado. Abaixo alguns dos desenhos que fiz fazendo esse exercício, eles surgiram de uma vontade de desenhar quando só tinha caneta bic, então lembrei que eu tenho habilidades no illustrator então desenhava no papel e coloria pelo softwere



Autoconhecimento: Quando éramos crianças, questionávamos tudo o que não fazia sentido. No entanto, à medida que nos tornamos adultos, frequentemente aceitamos o que não faz sentido sem questionar, o que, infelizmente, tende a bloquear nossa criatividade. Quanto mais limitações são impostas, menos criativos nos tornamos. Portanto, sempre que possível, devemos questionar o significado de coisas importantes para nós, como saudade, sucesso, prazer e amizade.


Além disso, podemos transformar esse exercício em uma maneira de lidar com nossos sentimentos. Afinal, se um sentimento existe, ele possui uma função, e cabe a nós decidir se ele nos destruirá ou nos ajudará a construir, como expressou Shakira em sua canção: "las mujeres ya no lloran, las mujeres facturan".


Abaixo dois projetos, um que fotografei gatinhos abandonados e o segundo um projeto que criei para conscientização de envelhecimento canino. Nesse link detalho esse processo de lidar com o luto com a arte: https://www.elas.me/sosgatinhosdoparque


Mais informações sobre o projeto sobre consientização de cães idosos aqui: ttps://www.instagram.com/olharcurupira/

Transforme os exercícios artísticos e de criatividade em uma fonte de prazer: Não é necessário ser o melhor nem transformar a arte em uma profissão. Os exercícios artísticos podem ser um veículo para encontrar satisfação, e quando descobrimos prazer na arte, ela se torna uma parte permanente de nossa vida, abrindo caminhos infinitos para a criatividade.




Aprenda a aprender: A maioria dos meus processos artísticos se desenvolve de forma autodidata. Isso não implica que todos devam seguir o mesmo caminho, mas compreender o processo de aprendizado é essencial para estimular a criatividade. É por isso que minha última dica é o livro incrível de Leila Ribeiro.



Link para comprar esse livro que é uma fonte de conhecimento: https://sala.org.br/reaprenda/

E por hoje é isso, se você gostou das dicas compartilhe e comente para que eu possa gerar mais conteúdos como esses para vocês


7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page