Sou Formada em Design de Produto pelo Instituto Federal de Educação de Santa Catarina, possuo técnico em Mobiliário; Embalagem; Utilitário; Eletroeletrônico e Metal Mecânica hoje curso Mestrado Acadêmico pela Universidade do Estado de Santa Catarina, Minhas áreas de Pesquisa são a Macro Ergonomia, Fatores Humanos, Sinestesia e Cidades, realizei estágio docência na matéria de projeto de graduação com o Prof. Dr. Célio Teodorico dos Santos  e o Prof. Dr. David Omar Nuñez Diban, também possuo bolsa PROMOB e participei como monitora na aula de Design e  Empreendedorismo da Profa. Dra. Gabriela Botelho Mager.   

O design para mim é um processo que que deveria estar inserido em todos os processos, a formação em design me ensinou a questionar, pensar e planejar pensando nas reais necessidades e nos impactos que posso gerar.
 

Considero que inserir o design nas demais áreas de conhecimento auxilie na eficiência, eficácia e satisfação. 

 

Me interessa dentro das áreas do design o foco no ser humano, projetando não apenas para ele mas com ele inserido no processo, portanto o design emocional e a usabilidade estão presentes nos meus projetos.

DESIGN

FOTOGRAFIA

Encontrei na fotografia uma forma de me expressar, uma forma de mostrar para as pessoas como vejo o mundo e como as vejo.

Embora seja sobre imagem, considero a fotografia uma forma de não apenas ver mas perceber o que está em sua volta, quando se fotografa você começa a perceber o que antes você apenas via, uma captura do espaço tempo do presente que fala mais do que mil palavras e instiga sentimentos e sensações. 

Foi também com a fotografia que percebi que percebia as coisas de uma forma diferente, e que todos nós temos uma percepção única do mundo, mesmo que tentem padronizar a nossa forma de ver e sentir.

Eu permeio por diversas áreas da fotografia, mas as principais são as de animais, natureza, momentos, ensaios e comercial. 

Talvez pela influência do Design, meu processo artístico pensa no espectador, de como ele vai receber como vai ser a experiência dele com a obra, penso em uma arte popular, independente de qualquer conhecimento prévio sobre o assunto ou sobre a minha pessoa, mas que faça a pessoa absorver a mensagem e se aproximar e se interessar pela arte. 

Embora desde pequena tenha convívio e interesse pela arte, e de certa forma a fotografia era uma expressão artística  foi em 2019 que comecei a me assumir como artista e comecei então a experimentar. 

ARTE